História

Picture 027     Antiga sede do CEANSG

UMA BREVE HISTÓRIA DO NASCIMENTO DO CEANSG – Centro Espírita Assistencial Nossa Senhora da Glória 

O CEANSG foi fundado em 15 de agosto de 1965 na residência do Sr. Carlos Rodrigues de Angelis, estando presentes os senhores, Newton Egydio Rossi, Neomésia Rodrigues de Angelis, Edda Vettori, Décio Faria, Atílio Saran, José Garcia Ribeiro, Carlos Rodrigues de Angelis, Jurema Pituba Faria, Jorge da Costa Faria e Luciano Gnone, que por unanimidade aprovaram o atual nome do Centro em homenagem à Santa do dia de sua fundação.Picture 030

Nesse ponto vale recordar que a idéia inicial de alguns daqueles fundadores era batizar o grupo com o nome de uma das entidades chefes incorporadas pelo irmão Jorge da Costa Faria, mas este mesmo interveio dizendo que o Centro nascente deveria se pautar pela impessoalidade e assim, seus guias, mesmo sendo os líderes espirituais daquele movimento não poderiam ser privilegiados em face dos demais e assim, seguindo ele a velha máxima de que “todo dia tem um Santo” indagou qual seria o Santo daquele dia. Dai o nome de batismo do CEANSG.

Há também uma história que nos contavam alguns antigos fundadores sobre a formação do nome na parte “Assistencial” que teria sido incorporado depois da fundação mas antes do registro dos Estatutos, isso após ser definido pelas entidades chefes que o CEANSG haveria de ter em suas metas um trabalho assistencial material além do espiritual.

Algum tempo depois, por iniciativa do Sr. Newton Rossi, primeiro Presidente do Centro, foi tentada junto a NOVACAP a doação de um terreno para o CEANSG, mas sendo baldados esses esforços foi que só em 1970 sob Presidência do Sr. Abelardo Maurício de Freitas, adquiriu-se e registrou-se em nome da Sociedade Civil CEANSG o terreno em que hoje estamos.

Devido a dificuldades financeiras, somente no dia 23 de abril de 1971, graças ao decidido apoio monetário de um grupo de amigos espíritas que numa demonstração de humildade encareceu perdurar no anonimato é que foi possível a inauguração do Terreiro de Umbanda nesta terra sendo assentado pelo Caboclo PENA BRANCA junto com “Seu” OGUM CANJIRA e pelos Pretos Velhos PAI JOAQUIM DAS ALMAS e VOVÓ MARIA CONGA.

Assim, NOSSA SENHORA DA GLÓRIA – Mamãe Yemanjá – Chefe das Falanges do Mar, é a nossa padroeira e o caboclo PENA BRANCA junto com “Seu” OGUM CANJIRA e os Pretos Velhos PAI JOAQUIM DAS ALMAS e VOVÓ MARIA CONGA são as Entidades Espirituais Chefes do Templo, ou seja, são responsáveis perante a Espiritualidade Maior pelos destinos dos integrantes do CEANSG e orientadores dos trabalhos espirituais realizados no mesmo.

Num mesmo dia 23 de abril, consagrado como de Homenagem a Senhor OGUM o sonho do Templo definitivo tornou-se realidade em 1989.

Picture 063 Imagem 261Imagem 260

 

CEANSG – Ano de 2014

 

P1060962 P1080525 P1080531Imagem 235P1090549